Juntar Créditos: Como e Onde Fazer Uma Consolidação?

O aumento do custo de vida que temos assistido no último ano tem feito com que o orçamento familiar de muitos portugueses fique curto perante tanto encargo. Esta situação é ainda mais complexa quando existem diversos créditos a serem pagos todos os meses.

Se está nesta situação e sente que o cumprimento das suas obrigações contratuais está em risco, então juntar créditos num só contrato pode ajudar a aliviar os seus problemas significativamente.

Tendo isso em conta, neste artigo, vamos explicar como funciona uma consolidação de créditos, quais as suas vantagens e onde e como conseguir contratualizar uma boa proposta para a sua carteira.

Seu Crédito Consolidado Ideal!
Poupe Até 60% Sem Compromisso Prazos Alargados
RECOMENDADO
Simular Já

Como Funciona Uma Consolidação de Créditos?

Consolidar crédito pode ser uma solução para quem possui vários empréstimos, mesmo com diferentes credores, taxas de juros, prazos e distintas datas de pagamento mensais.

Exemplo de Como Funciona Um Crédito Consolidado

Na prática, um crédito consolidado é uma modalidade de crédito que permite juntar os empréstimos num só contrato com uma prestação mensal mais baixa.

Ao juntar créditos passa a ter uma única taxa de juro que poderá ser inferior às que paga atualmente. Porém, a grande vantagem passa por poder definir um prazo de pagamento mais alargado, o que permite reduzir os seus encargos mensais significativamente – em alguns casos é possível reduzir para menos de metade.

Ou seja, se estiver a pagar 900 € em encargos com as financeiras, poderá reduzir os seus custos, em certas situações, para menos de 450 € mensais.

Realçamos também que, existem duas modalidades de crédito consolidado: o crédito consolidado sem hipoteca – poderá consolidar vários créditos ao consumo, e o crédito consolidado com hipoteca – poderá consolidar crédito ao consumo com o crédito habitação.

Assim, por exemplo, pode juntar o seu crédito automóvel, habitação e cartão de crédito, num só contrato.

Em contrapartida, como alarga os prazos de pagamento, o custo total do crédito passa a ser mais caro. No entanto, como entrar em incumprimento com uma entidade financeira significa ver o seu nome na lista negra do Banco de Portugal, o aumento do custo final do crédito é um mal menor.

Como Juntar Créditos?

Caso uma consolidação de créditos seja um caminho a ponderar, deverá em primeiro lugar procurar simuladores de crédito consolidado e comparar as ofertas de várias entidades financeiras.

Nestes simuladores poderá colocar os valores atuais em dívida e o novo prazo de pagamento pretendido. Deste modo, poderá ter uma ideia de qual será a sua poupança mensal ao juntar créditos num só contrato.

Caso pretenda seguir com a consolidação dos créditos, terá de enviar a documentação normal de uma solicitação de crédito mais a declaração de valor em dívida atual de cada crédito que pretende consolidar.

Assinando o contrato, irá passar a ter um único pagamento mensal com mensalidade mais baixa.

A financeira, à qual pede a consolidação de créditos, irá comprar as suas dívidas aos credores. Cobrando-lhe depois a si o pagamento integral do montante em dívida (com juros).

Melhor Banco Para Consolidar Crédito 2022

Para quem pretender seguir com esta solução, é importante escolher bancos e entidades privadas de crédito autorizados pelo Banco de Portugal a disponibilizar o crédito consolidado.

Porém, com tantas variáveis como o montante em dívida, perfil de risco de cada cliente, tipos de crédito a consolidar e os prazos de pagamento, é nos impossível afirmar que uma entidade será sempre melhor que outra no que toca a consolidação de créditos.

O que podemos fazer é indicar as condições que algumas destas entidades apresentam e alguns exemplos de como analisar o melhor crédito consolidado para as suas finanças.

EntidadePrazosMontante
Cetelem 12 – 84 Meses2.500 € – 75.000 €
Cofidis24 a 84 Meses5.000 € – 50.000 €
Unibanco24 a 84 Meses5.000 € – 75.000 €
Banco CTT12 – 84 Meses2.500 € – 75.000 €
Younited Credit24 a 84 Meses1.000 € – 50.000 €

Vamos a exemplos práticos?

Imaginem que o João e a Inês estão a pagar um crédito automóvel e um crédito pessoal. Porém, com a renda da sua casa alugada, estão com alguma dificuldade em pagar os seus créditos devido ao encargo mensal ser demasiado alto.

  • Montante em Dívida: 10.000 €
  • Valor Pago Atualmente: 450 €

Será que juntar créditos poderá ajudar?

Melhor Crédito Consolidado a 48 Meses

EntidadeNova Mensalidade Poupança MensalMTIC
Cetelem256,03 €193,97 €12.465,44 €
Cofidis257,06 €192,94 €12.514,88 €
Unibanco258,31 €191,69 €12.575,46 €

Caso o casal pretenda um crédito consolidado a 48 meses, então a melhor opção neste exemplo será a Cetelem, pois o MTIC (Montante Total Imputado ao Consumidor) é o mais baixo comparativamente com as restantes.

  • ✅ Poupança Anual: 2.327,64 €
  • ⚠️ Total a Pagar: 12,465,44 €
  • ❗️ Custo Total: 2.465,44 €

Nem sempre a prestação mensal mais baixa apresenta o MTIC mais baixo!

Ao juntar créditos, terá custos iniciais adicionais relacionados com o fecho dos contratos antigos e celebração do novo. Estes custos poderão estar incluídos no seu MTIC, mas não na sua prestação mensal.

Melhor Crédito Consolidado a 84 Meses

EntidadeNova Mensalidade Poupança MensalMTIC
Cetelem174,66 €275,34 €14.847,44 €
Cofidis172,45 €277,55 €14.661,80 €
Unibanco173,27 €276,73 €14.730,84 €

Caso o João e a Inês queiram baixar ainda mais a mensalidade, poderão pedir, por exemplo, um crédito consolidado a 84 meses. Neste caso, a melhor proposta pertence à Cofidis com um MTIC de 14.661,80 €.

  • ✅ Poupança Anual: 3.330,60 €
  • ⚠️ Total a Pagar: 14,661,80 €
  • ❗️ Custo Total: 4.661,80 €

Porém, é preciso ter em atenção que, apesar de um crédito consolidado a 84 meses permitir um encargo mensal mais baixo para o casal, o custo da consolidação dos seus créditos acaba por sair mais caro que num com um prazo de pagamento mais baixo.

Ou seja, neste caso o casal teria de pagar mais 4.662,80 € ao longo dos 84 meses para saldar todas as suas dívidas de uma forma mensal mais saudável.

Encontre o seu ponto do equilíbrio!

Outro ponto importante no processo de seleção do melhor banco para consolidar créditos é compreender se pretende fazer um crédito consolidado com hipoteca. Isto porque, uma parte das entidades privadas de crédito não disponibilizam crédito consolidado com hipoteca.

Por isso, em muitos dos casos, entrar em contacto com uma intermediária de crédito poderá ser a melhor decisão para encontrar a melhor proposta para as suas necessidades. Isto porque, além de fazerem a análise de mercado por si e apresentarem a proposta ideal, estas não irão cobrar nada pelo seu serviço – são as credoras que pagam às intermediárias e não o cliente final.

Seu Crédito Consolidado Ideal!
Poupe Até 60% Sem Compromisso Prazos Alargados
RECOMENDADO
Simular Já

Dicas Para Uma Boa Consolidação de Créditos

Banner de artigo sobre consolidação de créditos

Como vimos anteriormente, definir qual o melhor banco para consolidar créditos é uma tarefa difícil. Porém, é importante referir os aspetos que deverá ter em consideração na análise antes de avançar com a consolidação.

O principal ponto deverá ser encontrar o equilíbrio entre o prazo de pagamento ideal e o custo total do crédito (MTIC). Custo este que está diretamente relacionado com a TAEG (Taxa Anual Efetiva Global) e todos os outros encargos.

Outro ponto imperativo na sua análise são as comissões iniciais. Muitas entidades, para conseguirem atrair novos clientes, procuram oferecer os valores associados a estes custos iniciais, por isso, provavelmente será de evitar quem não as cubra – a não ser que a taxa de juro aplicada seja de tal forma mais competitiva que compense o pagamento destes valores.

Por fim, como referido anteriormente, uma boa dica para quem não queira “perder” tempo numa pesquisa mais aprofundada, é pedir uma simulação de um crédito consolidado a uma intermediária de crédito.

Existe Crédito Consolidado 120 Meses?

A maioria das situações e entidades financeiras apenas permitem créditos consolidados com prazos de pagamento até 84 meses. No entanto, um crédito consolidado 120 meses (10 anos) pode ser conseguido em algumas instituições.

Lembramos, contudo, que, apesar de um crédito consolidado 120 meses permitir baixar ainda mais a prestação mensal, terá de pagar a mesma durante 10 anos, o que torna este empréstimo caro a longo prazo.

Juntar Créditos: Requisitos

Para poder fazer uma consolidação de créditos terá de cumprir com alguns requisitos mínimos.

  • A idade máxima é de 75 anos, ou 80 no final do contrato;
  • Sem incumprimentos ou incidentes no Mapa de Responsabilidades de Crédito;
  • Conta bancária em nome do próprio;
  • Montante mínimo em dívida de 5.000 € no somatório das dívidas;
  • Cidadão português ou estrangeiro com Título de Residência Permanente;

Se tiver em incumprimento com alguma instituição financeira, o seu pedido de crédito consolidado será automaticamente rejeitado – norma legal imposta pelo Banco de Portugal.

Que Tipos de Créditos Podem ser Consolidados?

  • Créditos Pessoais;
  • Créditos Automóveis;
  • Créditos Hipotecários;
  • Cartões de Crédito;
  • Linhas de Crédito.

Desta lista, apenas os créditos comerciais concedidos através de cartões especiais de pagamento e créditos que já foram renegociados anteriormente pelo banco devido a algum incumprimento é que são exceções.

Se a consolidação de créditos que pretende for somente entre créditos ao consumo, então o processo será mais rápido e irá requerer menos burocracias. Contudo, o prazo de pagamento máximo neste caso será de 120 meses.

É Possível Juntar Crédito Pessoal a Crédito Habitação?

Sim! Apesar de não ser o género de crédito consolidado mais comum, é possível juntar crédito pessoal a crédito habitação. Este tipo de consolidação, por norma, envolve a hipoteca do imóvel.

Uma vantagem do crédito hipotecário é que, dando a garantia do imóvel, existe uma boa possibilidade de conseguir taxas de juro bastante mais favoráveis.

Consiga o Melhor Crédito!
Avaliação Grátis 100% Online Sem Compromissos
RECOMENDADO
Simular Já

Juntar Créditos: Documentação

Uma vez que, na prática, ao fazer uma consolidação de créditos está a contratualizar um novo empréstimo, terá de enviar novamente a documentação (isto se a consolidação for feita numa nova entidade):

  • Comprovativo de Identificação: cartão de cidadão;
  • Comprovativo de Morada: por exemplo, a última fatura da luz;
  • Comprovativo de IBAN: pedir online, ou ir ao Multibanco;
  • Último Recibo de Vencimento: caso seja trabalhador por conta de outrem;
  • Último Modelo 3 do IRS: caso seja trabalhador por conta própria;
  • Comprovativo de Pensão: caso seja pensionista;
  • Mapa de Responsabilidades: clicar em “Central de Responsabilidades de Crédito” no website do Banco de Portugal.

Além desta documentação normal de um pedido de crédito, terá de enviar as declarações/extratos com o valor em dívida atual e o respetivo procedimento para a liquidação dos créditos a consolidar – declarações estas que poderá solicitar às entidades.

Taxas e Custos de Uma Consolidação de Créditos

Como referido anteriormente, uma consolidação é um novo crédito, portanto, terá de repetir o processo normal de solicitação e contratualização de um.

Deste modo, terá de pagar o Imposto de Selo pela Utilização de Crédito (ISUC) e o Imposto de Selo Sobre Juros. Poderá também ter de pagar uma comissão de abertura conforme a entidade financeira que selecionar – algumas não cobram esta comissão.

Por fim, terá de pagar a Taxa de Amortização correspondente à liquidação dos créditos antigos. No fundo, vai estar a fazer uma amortização total da dívida em falta, o que pode significar custos que podem chegar aos 2% do valor em dívida (se tiver o contrato com taxa fixa).

Vantagens e Desvantagens de Juntar Créditos

Banner de artigo sobre Vantagens e Desvantagens de Juntar Créditos Num Só

Como vimos ao longo do artigo, juntar créditos num só contrato pode trazer bastantes vantagens para o orçamento familiar mensal. Contudo, existem desvantagens que podem ser suficientes para invalidar este caminho.

Assim, de seguida, vamos indicar as principais vantagens e desvantagens de consolidar créditos.

Vantagens de Juntar Créditos

  • ✅ Poupança Mensal;
  • ✅ Menos Burocracia;
  • ✅ Prestação Única Mensal;
  • ✅ Possível Diminuição das Taxas de Juro;
  • ✅ Acesso a Mais Financiamento;
  • ✅ Prazos Até 120 Meses.

Ao longo deste artigo fomos destacando a maioria das vantagens de juntar créditos. No entanto, existe outro que lhe poderá interessar.

Se quiser consolidar créditos, mas necessitar também de liquidez urgente, então fique a saber que grande parte das entidades permitem acesso a mais financiamento — alocando o valor extra ao contrato.

Ou seja, um casal que tenha uma dívida de 9.000 € distribuída por vários créditos, poderá solicitar um crédito consolidado dos 9.000 € + 3.000 € de liquidez para usufruir como bem entender.

Desvantagens de Juntar Créditos

  • ❌ Aumento do Tempo de Pagamento;
  • ❌ Aumento do Total a Pagar (MTIC);
  • ❌ Aprovação Limitada.

A grande desvantagens de um crédito consolidado é o facto de, para conseguir diminuir a sua prestação mensal e consequentemente a sua taxa de esforço mensal, irá ter de aumentar o prazo de pagamento dos seus créditos.

Isto significa que o seu crédito ficará a longo prazo mais caro.

Seu Crédito Consolidado Ideal!
Poupe Até 60% Sem Compromisso Prazos Alargados
RECOMENDADO
Simular Já

Conclusão – Juntar Créditos

Uma consolidação de créditos pode ser uma solução muito interessante para quem está com dificuldades em conciliar todos os seus encargos financeiros. Deixa de ter a preocupação de ter várias datas de pagamento e contratos com diferentes clausulas.

Um só contrato, um só pagamento, uma só preocupação.

É também uma solução que o irá afastar do risco de entrar em incumprimento com uma instituição financeira – se entrar na lista Negra do Banco de Portugal, deixa de poder solicitar novos créditos e ainda terá de pagar Taxas de Mora pelo valor em dívida em atraso.

Pode pedir financiamento extra e alocar o mesmo ao seu crédito consolidado.

Assim, se tiver mais que um crédito, ao invés de solicitar um empréstimo urgente para combater as suas necessidades, poderá avançar com este género de crédito que também permite obter financiamento.

Contudo, existe um ponto menos positivos que deve ser destacado de igual forma. Quanto maior for o prazo de pagamento, mais caro irá ficar o crédito (durante as simulações poderá confirmar o valor ao ler o MTIC)

Daí ser importante encontrar um equilíbrio entre o prazo de pagamento e o valor que pode pagar mensalmente.

Para terminar, recorde-se sempre que, o melhor banco para consolidar créditos para uma pessoa pode não ser o indicado para outra, então deve analisar cada um de modo a verificar qual traz mais vantagens para a sua situação em concreto.

Caso necessite de ajuda, pode sempre entrar em contacto com uma intermediária de crédito registada e solicitar os seus serviços. Além de não ter de pagar nada, se não achar que as propostas são boas não será obrigado a avançar com o processo.

Perguntas e Respostas

Como pedir uma consolidação de créditos?

Para pedir um crédito consolidado deverá saber que créditos pretende consolidar e os valores em dívida totais. De seguida deverá fazer simulações em várias entidades financeiras e avaliar o nível de redução dos seus encargos mensais.

Faça o pedido de crédito e envie a documentação solicitada pela entidade. Entre uma aprovação e o envio do contrato assinado, este processo, no mínimo, irá demorar 48 horas úteis após a aprovação inicial.

Em que situações devo juntar créditos?

Caso esteja com dificuldades em cumprir com os encargos mensais devido às prestações mensais dos seus créditos, então uma consolidação de créditos será uma opção viável para reduzir o seu esforço financeiro mensal de forma considerável.

É possível pedir mais financiamento ao consolidar créditos?

Sim! Caso necessite, ao fazer o seu crédito consolidado poderá requerer um financiamento extra alocado ao seu contrato.

Crédito consolidado com hipoteca é possível?

Sim! Se assim pretender, poderá juntar o seu crédito pessoal e/ou automóvel ao seu crédito habitação.

Quanto tempo demora a aprovação de uma consolidação de créditos?

A maioria das entidades financeiras em Portugal oferece uma resposta final entre 48h a 72h, dependendo dos créditos em que pretenda consolidar. Todavia, poderá encontrar ofertas de créditos consolidados que permitem a aprovação em 24 horas e uma formalização do contrato noutras 24 horas.

Por que razão o meu pedido de crédito consolidado foi recusado?

Se estiver em incumprimento com alguma instituição financeira, a soma dos créditos em dívida for inferior a 5 mil euros, ou algum dos seus créditos a consolidar já tiverem sido renegociados, então o seu pedido de consolidação de créditos será recusado.