Novidade: Governo adia pagamento das prestações da casa até 30 de Setembro

Estamos perante uma terrível crise devido ao aumento de infetados e até mesmo de vítimas mortais por causa do COVID-19, levando a um caos no que diz respeito ao desemprego e à falta de dinheiro na casa dos Portugueses.

Felizmente, ontem, dia 26 de Março, o governo afirmou que ia adiar o pagamento das prestações da casa até dia 30 de Setembro em todos os bancos e financeiras de Portugal, dando assim aos Portugueses uma “folga” de meio ano nesta prestação.

Este atraso de meio ano não vai afetar os juros a pagar, apenas vai aumentar o prazo de pagamento do seu empréstimo habitação para mais meio ano, ou seja, é descontado agora e adicionado no final do seu crédito.

As condições que deve conhecer agora mesmo

É importante referir desde já as condições deste “apoio” do estado. Felizmente, as medidas tem apenas como objetivo apoiar todas as famílias portuguesas em necessidade, tendo excelentes condições, tais como:

  • Não existem juros para quem recorrer a esta solução;
  • Serve para habitação própria e habitação permanente;
  • Ainda não se sabe se os créditos se aplicam a habitações secundárias ou de férias;
  • Nem todas as famílias podem obter este benefício… Veja abaixo!

Infelizmente, nem todos podemos usufruir deste benefício…

Nem tudo é positivo nesta nova lei imposta pelo governo. Infelizmente, nem todos os portugueses podem recorrer a esta ajuda incrível, ou seja, necessita respeitar determinados critérios para tal.

Neste caso, apenas pode aproveitar o benefício caso:

  1. Tenha uma quebra de rendimentos significativa (penso que em torno de 40%);
  2. Esteja desempregado;
  3. Caso trabalhasse num estabelecimento que tenha fechado devido ao surto do COVID-19;
  4. Se estiver em quarentena obrigatória;
  5. Caso esteja a dar assistência a filhos ou netos em quarentena obrigatória.

Basicamente, todos aqueles que tiverem quebras de rendimentos e problemas financeiros podem recorrer a esta grande ajuda do estado, dando assim um grande alívio na taxa de esforço mensal e impedindo assim a presença do seu nome na lista negra do Banco de Portugal.

É importante referir ainda que o acesso ao crédito pessoal vai ser facilitado, portanto caso não tenha conseguido acesso a um crédito, recomendamos que tente novamente, pode fazer a sua simulação clicando aqui.

Para terminar, de modo a obter este benefício apenas tem de contactar o seu banco através dos meios digitais ou via telefone.

É, sem dúvida, uma boa notícia a ser partilhada!

Leia também: